InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 BLACK, Aurora Lynna

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Aurora Black

avatar

Feminino Áries Búfalo
Idade : 20
Player : Isis
Mensagens : 4847

MensagemAssunto: BLACK, Aurora Lynna   25/2/2014, 23:00


  • DADOS BÁSICOS

Player: Isis

Nome completo: Aurora Lynna Black
Apelido:
Data de Nascimento: 13 de abril de 1997
Local de Nascimento: Chipping Clodbury, Londres, Inglaterra

Idiomas: Inglês
Sexualidade: Curioso
Relacionamento: Solteira

Raça: Mestiço
Característica especial: -
Patrono: Orangotango
Bicho-Papão: Tudo ao seu redor fica branco. É como se estivesse em um infinito branco.
Varinha: Teixo com pena de fênix, 11 polegadas (28 cm), flexível.


  • VIDA

Passou os dois primeiros anos de sua vida como nômade junto com a sua mãe, dormindo cada noite em um hotel diferente ou na casa de alguém que ela conhecia. Mas logo a família de Cora voltava a se reunir e ela passou a ser criada de um modo bem diferente de antes, quase como se fosse a jóia daquela família. Sempre teve muita atenção, de todos. Podia, portanto, ser o quão arteira quisesse, e fazia questão disso. Sua mãe nunca conseguia a acompanhar, e mesmo seu tio ou avós tinham uma certa dificuldade com isso.

Aos 6 anos, teve seu primeiro sinal de magia: estava rabiscando as paredes da casa com vários giz de cera diferentes e foi pega pela avó Guinevere: “Não fui eu!” gritou Aurora. “Ah, então quem foi..?”, perguntou a avó. “Os elfos domésticos!” disse por último Aurora, encantada com as histórias da vida de Potter e se lembrando do episódio de Dobby na casa dos Dursleys. Guinevere acabou segurando o riso e estava pronta para brigar com a neta. Aurora percebeu que não escaparia tão fácil e ficou mais desesperada, fazendo então com que todos os giz de cera que estavam espalhados pelo chão começassem a voar, rabiscando todas as paredes do cômodo. “Viu só?” disse ela uma última vez, dona da razão. Levou alguns meses para que parassem de achar pedaços de parede riscada pela sala.

Como moravam em um bairro com trouxas em Londres e Aurora vivia fugindo de casa para brincar com as outras crianças, resolveram deixar ela entrar em uma escolinha trouxa, onde aprendeu a ler, escrever, fazer contas matemáticas básicas e afins. Por se sentir excluída das outras crianças – que tinham pai e mãe – começou a mentir na escola dizendo que seu tio Cepheus na verdade era seu pai. Levou isso pra dentro de casa e ele, emocionado demais pelo ato, nunca se importou em corrigir. Na sua família, não imaginam o porquê dela ter começado com isso até hoje, mas já ouviu algumas coisas esquisitas sobre ser filha de um incesto – mas sempre só riu e nunca chegou a desmentir.

Quando tinha 9 anos, Cepheus e seu parceiro Gaius resolveram adotar duas crianças mágicas, da mesma idade de Aurora. Os dois decidiram mudar seus nomes para Caelum e Carina, entrando assim na tradição familiar dos nomes relacionados ao espaço. Inicialmente Aurora amou a ideia de ter primos/irmãos, mas logo que percebeu que a atenção que recebia dos familiares fora reduzida, passou a odiar. Foram uns bons meses aprontando extremamente para que fosse mais notada, sem se dar bem com os primos, até que um dia isso simplesmente passou. Começou a ter uma relação mais cordial com eles, que com o tempo evoluiu para uma boa relação, que se mantém até hoje. Ama demais os primos, mas na maioria das vezes se dá melhor com Cael, já que ela e Carina explodem bem fácil e é comum discordarem das coisas.

Ao chegar em Hogwarts, o chapéu não precisou nem encostar na sua cabeça para saber que ela iria para a Grifinória, mas fez questão de encostar somente para falar “O último Black que eu vi deu trabalho nessa escola.. Os Weasleys, então... Serão 7 anos interessantes”. E foram. Aurora fazia questão de conhecer o castelo inteirinho, e provavelmente não levou nem os primeiros seis meses na escola para fazer isso. Perdeu a conta de quantas detenções levou por tentar entrar inclusive no aposento dos professores, já que, oras, era uma sala fechada e ela queria ver o que tinha do outro lado. Mas, depois do segundo ano, aprendeu a disfarçar melhor suas pesquisas e viagens e raramente pega detenções ultimamente. Cael e Carina foram, no entanto, selecionados para a Sonserina, o que os afastou um pouco, especialmente por Aurora começar a idolatrar os novos colegas de casa.

Se tornou amiga de Jude Buxton logo no trem, e alguns dias depois ele se tornou amigo de Anita, o que fez Aurora se aproximar dela também. Adorava os dois amigos nascidos trouxas especialmente por poder sair falando todas as mil coisas que sabia do mundo bruxo, se achando especialmente mais inteligente que eles. Logo percebeu que Jude repassava o que ela lhe ensinava para Anita, fazendo com que parecesse que ele sabia bastante de bruxaria, tentando se gabar. Ao invés de sair falando tudo que Buxton sabia ele devia a ela, resolveu começar a falar mentiras sobre a história e objetos bruxos, o que garantia muitas gargalhasse durante horas toda vez que ele ia tentar chamar atenção com seu grande conhecimento sobre bruxaria.

Sempre gostou bastente de quadribol e jogou durante a sua infância, especialmente por sua avó adorar voar e ter participado do time de quadribol em sua época em Hogwarts também. Buxton já estava no time fazia um ano, e abriram mais vagas, então ela e Babbitt resolveram tentar entrar no time também. Assim, durante o seu quarto ano, foi artilheira do time de quadribol. Se divertia bastante durante os jogos, mas os treinos eram um inferno - ter um capitão imbecil que não sabia nada tentando mandar nela e dizer como ela deveria jogar para melhorar era a coisa mais insuportável do mundo. Mas mesmo assim, conseguiu ficar o ano inteiro, e ganharam a taça de quadribol pela primeira vez em anos, tirando uma onda de vitórias da Sonserina, e saiu do time logo após. Adora contar por aí que só ganharam a taça por ela ser muito boa e ter feito um milhão de gols - e chega a gostar de como a Grifinória perdeu todos os outros anos depois que ela saiu, já que isso só reforça o tanto que ela é boa. Participa também do clube de duelos desde o seu terceiro ano, e desse nunca nem pensou em sair por ser realmente boa e ter um número de vitórias bem superior ao de derrotas, sendo reconhecidamente uma das melhores.

Nunca foi muito de dormir direito, mas desde que entrou em Hogwarts e começou a ter muitas opções de pessoas para conversar e coisas para fazer, tudo piorou. Aos 13 anos começou a desenvolver insônia. Passou basicamente o ano inteiro dormindo apenas umas 3 ou 4 horas por dia, e geralmente picotado. Mesmo assim, sua energia não terminava, e provavelmente foi o ano em que mais aprontou e conheceu o castelo. No entanto, quando chegou ao quarto ano, a coisa mudou um pouco. Os longos meses dormindo mal logo fizeram com que ela ficasse bem doente. Ainda assim, lutava contra a fadiga e o cansaço e ficava dizendo estar bem, até acabar desmaiando um dia e sendo levada forçadamente para a enfermaria. Desde então, começou a tomar poções para dormir. Mas basicamente só as toma se tem aula logo cedo no dia seguinte e não acha ninguém para encher o saco. Raramente toma a dose completa também, então mesmo que durma, não é o tanto que deveria ser.

Sonha muito em ter um amor para a vida inteira, especialmente por ser maravilhada com o relacionamento de seus avós. Mas, talvez por toda a influência de sua mãe, que sempre amou simplesmente todo mundo e no fim acabava sozinha até o próximo aparecer, não tem muita noção de como alcançar isso. Já chegou a se dizer apaixonada várias vezes, chegando a desenhar nomes em pergaminhos e tudo o mais, mas nunca passou de um fogo de palha que dois meses depois a enjoava. Inicialmente eram só paixõezinhas mais pré-adolescentes, chegando a escondê-las e ficar envergonhadinha, mas depois que Jude e Anita começaram a ficar mais sério, ficou extremamente enciumada e chegou a achar que na verdade era apaixonada por Jude. Por isso, começou a ficar com várias pessoas, e pouco tempo depois estava perdidamente apaixonada por Alaric Greengrass, chegando a ficar com ele diversas vezes e dizer que o amava, embora ele nunca desse muita moral pra ela, já que nunca pareceu dizer sério. Chegava a chorar em exagero sobre amar e não ser amada de volta. Mas logo a palha terminou e desencanou totalmente dele, mesmo que ainda dê uns amassos com ele até hoje. Quando seu amor por Alaric terminou, percebeu que um setimanista já estava flertando com ela fazia algum tempo. Seu nome era Cale Watson e era da Corvinal. Resolveu começar a dar corda e acabou se apaixonando por ele em questão de semanas. Namoraram durante os últimos três meses do quinto ano, e foi com ele que Aurora finalmente se sentiu segura e amada o bastante para ter a sua primeira relação sexual, apenas no último mês do namoro. Antes de acontecer, já sabia que o namoro terminaria com o fim do ano letivo, uma vez que Cale já estava contratado para trabalhar em um Gringotes na Croácia. O início da sua vida sexual e o fato de saber que o amor de sua vida iria para muito longe, criaram um mês cheio de sentimentos turbulentos: acabava brigando muito com Cale, apenas para depois fazerem as pazes e acabarem transando, monopolizando a Sala Precisa para ficarem juntos. Chorava muito e estava com o namorado todo segundo que tinha disponível - o que não era nem de longe o bastante, com ela fazendo os NOMs e ele os NIEMS. A montanha russa emocional nesse último mês foi tão grande que, quando se despediram finalmente e Aurora viu Cale entrar em um trem para a Croácia, já não sofreu mais. Chorou um pouquinho a noite, mas foi isso. No outro dia, já voltava a ser a mesma pessoa que sempre fora. Já no início do sexto ano, começou a se interessar mais por Cass Plunkett, que durou um pouco mais pelas duas serem intensamente loucas e se darem muito bem, sendo amigas desde bem antes. Mas logo passou também, embora ainda seja uma das pessoas preferidas dela. Continua sentindo uma espécia de amor imensa pela menina e quer estar sempre junto, mas ao mesmo tempo tem a consciência de que não irão casar. Jude e Anita já não estavam mais juntos no sexto ano, e Anita começou a gostar de Oberyn, o que abriu caminhos para que Aurora voltasse a pensar ser apaixonada por ele. Lutou um pouco contra isso, até que depois de um bom tempo eles acabaram ficando e ela ficou rindo durante um bom tempo, por ser esquisito agora que acontecia, por serem tão amigos. Mas isso não a impediu de continuar ficando com ele as vezes (depois de ter confirmado com Anita que aquilo não era um problema), dizendo várias vezes que sentia que era quase um incesto, mas tudo bem, já que ela também devia ser filha de um. Ficam até hoje também, quando dá vontade, ou, como gosta de dizer, quando não tem nada melhor para fazer. Não que não goste de ficar com ele e tudo o mais, adora, se sente extremamente bem com ele e não quer largar quando começa, mas no dia-a-dia simplesmente não consegue vê-lo como alguém por quem sente uma super atração, embora concorde que ele seja um dos mais bonitos da escola. Na verdade, não entende porra nenhuma e só fica zoando que é mais fácil que tentar pensar, ainda mais considerando que é Jude. Ultimamente anda em uma época de não estar apaixonada por ninguém, e chega a se zoar várias vezes dizendo que é só por já ter se apaixonado por todo mundo que era interessante na escola ao menos uma vez.

Raramente faz inimizades, embora não tenha lá muitas amizades por poucas pessoas suportarem toda a hiperatividade e loucura dela, mas desde o primeiro ano tem um ódio mortal por Oberyn Moody, que vivia dedurando o que ela fazia de errado e foi o responsável por várias das detenções dela como primeiranista, e até de algumas das poucas que ainda tem nesses dias. Além disso, sempre detestou como ele se sentia superior a tudo e todos, dizendo como ela era uma Black falsa por ser de uma linha queimada da família, e como os Blacks verdadeiros estavam extintos. Sempre se implicaram e sempre se odiaram. E, para o horror de Aurora, ele começou a namorar com Anita no sexto ano. Até hoje não sabe como Anita continua amiga dela depois de todo o drama que fez, de todas as vezes que se jogou ao chão implorando para que eles terminassem. Felizmente, conseguiu colocar juízo na cabeça da amiga.

Vai consideravelmente bem em todas as matérias, e não chegou a reprovar em nenhuma nos NOMS, mas também não vai muito bem em nenhuma além de Feitiços e DCAT (nas quais nunca tira menos que E), o que a deixa realmente frustrada, por querer se transformar em animaga mas não tem nem um pouco do dom. Além disso, também vai especialmente bem em História da Magia – desde que a aula seja dos anos 1970 para cá. Se não tem Voldemort, não lhe interessa. Também tem bem o costume de começar debates nessa aula, criando milhares de teorias da conspiração.


  • FAMÍLIA E RELACIONAMENTOS

1883 – Phineas Black nasce
1903 – Phineas é queimado da árvore dos Blacks por agir em movimentos a favor de direitos trouxas.
1907 – Phineas se casa com uma nascida trouxa
1910 – Depois de diversas tentativas, finalmente conseguem ter um filho, Leo Black (tataravô)
1912 – Acabam tendo outro filho, Aquila Black
1935 – Leo Black (tataravô), casado com uma mestiça, tem um único filho, Crater Black
1962 – Crater Black (bisavô), casado com mestiça (bisavó), tem um filho, Cael Black (avô) e uma filha, Cassiopeia Black (tia-avó)
1982 – Cael Black (avô), casado com Guinevere Weasley (avó), tem Cepheus (tio) e Corona Black (mãe)
1998 – Corona Black tem Aurora Black, sem nunca ter descoberto quem é o pai.
2007 - Cepheus Black adota Caelum e Carina Black, ambos com 9 anos.

Os Blacks traidores de sangue estavam sendo bastante procurados durante a era de Voldemort, com a família querendo extinguir de vez todos os que carregavam o sobrenome mas não o mereciam. Com isso, em 1981, Cael Black II resolveu fugir com a sua esposa grávida, Guinevere, para os Estados Unidos, onde tiveram seus dois filhos gêmeos: Cepheus e Corona. Depois de alguns anos que passaram na Inglaterra com os filhos e a neta, resolveram voltar para o mesmo lugar que moravam antes nos EUA, na região de Fitchburg, Massachusetts.

Cora Black, mãe de Aurora, a teve quando tinha apenas 16 anos. Nunca teve certeza de quem era o pai e nunca o quis, e portanto nem ao menos chegou a contar para os possíveis que estava grávida, fugindo de Ilvermonty/de casa um dia, depois de algumas semanas reunindo itens valiosos e dinheiro que achava pela casa. Acabou decidindo se mudar para a Inglaterra, já que sempre fora encantada pela história da linhagem familiar no local, e também por gostar da nova onda de liberdade e tolerância dado com o fim da Era Potter.

Morou sozinha pela Inglaterra, como nômade mesmo, em hotéis e casas de pessoas de quem ia ficando amiga, durante dois anos, até que seu irmão Cepheus a encontrou e resolveram juntos ficar em uma casa. Criou Aurora junto com o irmão, mesmo que ainda bem novos. Seus pais não aguentaram e voltaram para a Inglaterra também, e assim logo a família inteira se reuniu, morando juntos durante uns anos, até Cepheus decidir assumir seu relacionamento com Gaius, com quem já estava junto desde a época da adolescência, mas escondido do pai. Nessa época, os avós de Aurora mudaram para a casa vizinha, dando mais espaço para Cepheus e Gaius. Aurora e Corona moravam nas duas casas praticamente, decidindo no dia com quem ficar. Dois anos depois, Cepheus e Gaius decidiram adotar duas crianças já com 9 anos: Caelum e Carina, que mudaram seus nomes para entrarem na tradição familiar. Quando as crianças entraram todas juntas em Hogwarts, Cael e Guinevere decidiram voltar a morar nos Estados Unidos e Corona voltou a morar definitivamente com o irmão, assim como Aurora nas férias.

Não são uma família rica como se espera do sobrenome, especialmente por terem sido queimados, mas ainda assim possuem um dinheiro considerável. Phineas ao fugir levou com ele tudo o que conseguia, e além disso receberam uma pequena parte da herança Black quando a família “pura” foi extinta, incluindo a casa na qual moram atualmente. Também possuem o dinheiro de trabalho de cada um dos Blacks até a geração de Aurora.

  • APARÊNCIA

Seus cabelos ruivos caem até acima dos seios, com leves ondas que começam a ficar mais marcadas pelos ombros. O rosto é levemente cheio, mas ainda possui as maçãs bastante marcadas, e a pele branca somada aos olhos bastante azul contrastam bem. É consideravelmente alta, com 1,76cm, e o corpo mudou consideravelmente no último ano, motivo pelo qual se considera gorda embora não o seja. Não chega a ter nenhuma curva marcante, mas é bastante proporcional. Pode estar completamente maquiada em um dia e no outro nem um pouco – embora goste de moda e tudo o mais, simplesmente tem preguiça ou, na maioria das vezes, estava atrasada demais pra se arrumar.

Baile de Hogwarts 2014: Vestido + cabelo + maquiagem

Baile de Ottery 2014: vestido + cabelo e maquiagem

Baile do Museu de Quadribol: Tudo

Baile de Inverno: Frontal e Traseiro


  • PERSONALIDADE

É uma palhaça, essa é sua principal característica. Só não tira mais sarro dos outros do que tira de si mesma. Sempre está fazendo careta, dançando de um modo esquisito. Apesar de estar sempre correndo por aí, está sempre atrasada e quando cansa, é de vez, e fica só parada olhando a parede por horas, praticamente dormindo de olhos abertos, e emburrada. Gosta de conversar com todo mundo, e não tem muito problema com ninguém, chegando a relevar quase tudo: mas, se acaba por acaso se irritando e começando a desgostar de uma pessoa, isso é pra sempre, mal conseguindo até ouvir o nome da pessoa.  

Além disso, sempre está fazendo algo de tudo. Sempre está lendo um livro, sempre está ouvindo uma música (e cantando outra), sempre está praticando alguma coisa nova, sempre tem uma nova ideia para o próximo dia. E tudo isso muda muito rápido. É extremamente decidida, mas a sua decisão dura apenas algumas horas (com sorte, alguns dias), e logo já mudou de ideia e de amores.

  • Adicionais


N.O.M.S.
Astronomia - E
Feitiços - O
Defesa contra Artes das Trevas - O
Herbologia - A
História da Magia - E
Poções - E
Transfiguração - A
Trato de Animais Mágicos - E




look at that face {you look like my next mistake}


Última edição por Aurora Black em 17/4/2016, 01:06, editado 19 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.wizardsuniverse.org/t204-black-aurora-lynna
Aurora Black

avatar

Feminino Áries Búfalo
Idade : 20
Player : Isis
Mensagens : 4847

MensagemAssunto: Re: BLACK, Aurora Lynna   12/3/2014, 02:45

registro de jogos




look at that face {you look like my next mistake}


Última edição por Aurora Black em 22/2/2015, 02:59, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.wizardsuniverse.org/t204-black-aurora-lynna
Aurora Black

avatar

Feminino Áries Búfalo
Idade : 20
Player : Isis
Mensagens : 4847

MensagemAssunto: Re: BLACK, Aurora Lynna   22/2/2015, 02:52

registro de jogos




look at that face {you look like my next mistake}
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.wizardsuniverse.org/t204-black-aurora-lynna
Aurora Black

avatar

Feminino Áries Búfalo
Idade : 20
Player : Isis
Mensagens : 4847

MensagemAssunto: Re: BLACK, Aurora Lynna   15/2/2016, 03:39

registro de jogos




look at that face {you look like my next mistake}
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.wizardsuniverse.org/t204-black-aurora-lynna
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: BLACK, Aurora Lynna   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
BLACK, Aurora Lynna
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» BLACK, Aurora Lynna
» [Recrutamento] Seeking Online - Capítulo 1: Aurora e Pecado
» FICHA Aurora
» Kit - Black Star (Soul Eater)
» Ajudem, Tela Preta no Pokemon Black 2

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Wizard's Universe :: OFF :: Registros & Informações :: Fichas-
Ir para: